Buscar
  • sitesindmetal

Blog do Sindmetal

21ª edição


Visita à CBMM em Araxá

Na última sexta-feira o Sindmental, em parceria com o IEL, levou um grupo de empresários até a CBMM em Araxá para conhecer sobre a extração do nióbio e sua crescente importância na indústria mundial. O Brasil possui mais de 90% das reservas mundiais desse metal e a maior delas encontra-se na cidade de Araxá-MG. Estiveram presentes o Presidente da FIEMG Regional Vale do Paranaíba, Sr. João Pelegrini, bem como o Presidente do Sindmetal, Sr. José Alves e alguns diretores.

A CBMM é líder mundial na comercialização de produtos de nióbio, produzido a partir de uma mina de pirocloro (matéria-prima para produção de nióbio).

Por ser capaz de transformar as propriedades de outros materiais, a tecnologia do nióbio tem hoje inúmeras aplicações como por exemplo em carros, estruturas de edifícios e pontes, turbinas de avião, aparelhos de ressonância magnética, marcapassos, sondas espaciais, foguetes, tubulações de gás, componentes eletrônicos e baterias.

As características do nióbio, como alta condutividade térmica e elétrica, maleabilidade, ductilidade e alta resistência à corrosão, ao calor e ao desgaste conferem ao metal a capacidade de melhorar as propriedades de materiais, tornando-os mais eficientes.


Em função disso, hoje o nióbio é utilizado em diversos setores, com importantes aplicações tecnológicas. Segmentos como os de mobilidade urbana, infraestrutura, distribuição e geração de energia de fontes renováveis vêm utilizando dessa tecnologia para transformar a maneira como lidamos com o planeta, promovendo cada vez mais inovação e sustentabilidade.


 

Novidades do Sindmetal sobre os cursos da Bosch


No dia 26 de setembro teremos o Curso de GESTÃO DE OFICINA, ministrado pelo coordenador da Bosch na América Latina. As vagas são limitadas, garanta a sua e não deixe para última hora.

O Sindmetal, em parceria com IEL e FIEMG COMPETITIVA, irá oferecer diversos cursos e todos já tem data marcada:

  • Curso de Gestão de oficina - 26 de setembro

  • Curso sistema de veículos elétricos e híbridos fase II em Campinas - 09 e 10 de novembro

  • Curso de Diagnóstico de Redes de Bordo e o Curso de Sistemas de Veículos Elétricos e Híbridos / Fase II - 1 e 2 de dezembro

Fique atento as nossas redes sociais para não perder nenhuma novidade e aproveite esta grande oportunidade de capacitar seus funcionários.

 

Pequenos negócios são responsáveis por 7 a cada 10 novas vagas de emprego em julho


Estudo foi feito pelo Sebrae, a partir de dados do Caged


Os pequenos negócios abriram o segundo semestre de 2022 mantendo o mesmo ritmo de geração de empregos registrado nos seis primeiros meses do ano. De acordo com um estudo feito pelo Sebrae, a partir de dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), as micro e pequenas empresas responderam por sete em cada dez vagas de trabalho formais criadas em julho. As MPE apresentaram um saldo positivo de 176,8 mil novas contratações, contra um saldo de 50,6 mil postos de trabalho das médias e grandes, o que corresponde 70,2%.

“Esse é o sétimo mês consecutivo que os pequenos negócios apresentam saldo positivo. A média mensal de empregos gerados pelos pequenos negócios, desde o início do ano, é superior a 160 mil”, afirma o presidente do Sebrae, Carlos Melles. De acordo com os dados do Ministério do Trabalho e Previdência, no acumulado de 2022, o Brasil já supera a marca de 1,5 milhão de empregos gerados, sendo as micro e pequenas empresas responsáveis por 1,1 milhão (72% do total). Por sua vez, as médias e grandes criaram 327,2 mil vagas (21%). Para saber mais acesse o site: https://administradores.com.br/noticias/pequenos-negocios-sao-responsaveis-por-7-a-cada-10-novas-vagas-de-emprego-em-julho

 

Como as novas regras trabalhistas impactam as empresas?


Para especialista, mudanças afetam positivamente relações entre empregador e empregado


No último mês, duas importantes medidas provisórias foram aprovadas para regulamentar cenários trabalhistas popularizados na pandemia - a MP 1.108/2022, que aguarda sanção para regulamentar o teletrabalho e alterar normas do auxílio-alimentação, e a MP 1.109/2022, que flexibiliza regras trabalhistas em caso de calamidade pública. Mas qual o impacto dessas decisões no mercado? Para os especialistas da Fenacon (Federação Nacional das Empresas de Serviços Contábeis e das Empresas de Assessoramento, Perícias, Informações e Pesquisas), as medidas trazem mais segurança jurídica às empresas.

"Ambas as medidas provisórias tratam de uma questão que esteve muito presente na pandemia, que é a flexibilização das normas trabalhistas. A MP 1.108/22, com enfoque ao teletrabalho e definindo que qualquer prestação de serviços fora da sede da unidade da empresa contratante é teletrabalho, e a MP 1.109/22, abordando medidas trabalhistas alternativas, como o teletrabalho, antecipação de férias, férias coletivas e banco de horas, além de tratar sobre o Programa Emergencial de Manutenção do Emprego e da Renda", explica Diogo Chamun, diretor legislativo da Fenacon. Para saber mais acesse o site: https://administradores.com.br/noticias/como-as-novas-regras-trabalhistas-impactam-as-empresas



12 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo